25.5.19

Cirurgia sem sangue e com sucesso


<a href="https://www.freepik.com/free-photos-vectors/heart">Heart photo created by freepik - www.freepik.com</a>

Paciente deve ser preparado e acompanhado antes e durante cirurgia


Cirurgia sem sangue é aquela em que não são realizados procedimentos de transfusão de sangue ou de hemocomponentes (produtos derivados do sangue: plasma, plaquetas, hemácias e leucócitos). Para que a cirurgia sem sangue e, na verdade, qualquer cirurgia, seja segura e efetiva, é necessário que a preparação e o acompanhamento do paciente sejam realizados com uma abordagem multidisciplinar, ou seja, por profissionais de saúde de várias especialidades. 

Alternativas à transfusão sanguínea


As alternativas à transfusão sanguínea em uma cirurgia, oferecidas pela tecnologia e farmacologia moderna, hoje são muitas, seguras e de qualidade. É possível fazer uma cirurgia de grande porte, como cirurgias cardíacas, de implante de próteses, transplantes, cirurgias plásticas, sem transfundir sangue ou hemocomponentes (produtos deriravados do sangue: plasma, plaquetas, hemácias e leucócitos), desde que os profissionais de saúde estejam treinados, tenham o necessário em mãos e o paciente seja preparado adequadamente. 

O que é transfusão de sangue?


Closeup of blood tube test Free Photo
A resposta à pergunta o que é transfusão de sangue parece simples: passar sangue para uma pessoa que esteja em necessidade, principalmente em cirurgias. Mas não é tão simples.

Transfusão de sangue é a forma popular como é conhecido o ato médico de transferir sangue total ou hemocomponentes (produtos derivados do sangue: plasma, plaquetas, hemácias e leucócitos) de um doador para o sistema circulatório de um receptor. “A transfusão de sangue ou hemotransfusão é tão complexa como um transplante de órgãos, neste caso, um transplante celular, ou seja, de células sanguíneas”, explica o Dr. Wanderson Machado Carvalho, médico anestesista diretor e fundador da WMC Anestesia e do Aviver.

Testemunhas de Jeová e transfusão de sangue: religião não é único motivo para rejeitar sangue em cirurgias


Doctor Pointing at Tablet Laptop
Testemunhas de Jeová pode ser o primeiro pensamento que vem à cabeça de muitos ao pensar em transfusão de sangue, mas a religião não é a única nem mesmo o principal motivo para a restrição a transfusões de sangue. “A transfusão de sangue é uma terapia muito complexa e com muitos efeitos adversos, que só deve ser usada em último caso”, afirma o médico anestesista Dr. Wanderson Machado Carvalho, diretor da WMC Anestesia e do Aviver. “A Medicina moderna tem alternativas inovadoras, seguras e de qualidade, que custam menos do que transfusões e os efeitos negativos que elas podem trazer não apenas logo após o procedimento, mas muitos anos depois.”